# Especial Entre Resenhas com Marcos DeBrito - À Sombra da Lua

Olá pessoas queridas!!!!

Hoje o Entre Resenhas trouxe um post com uma  participação muito especial !! \o/ \o/ \o/

 O cineasta e escritor Marcos DeBrito, autor do livro À Sombra da Lua publicado pela editora Rocco.  

E recebi diretamente do escritor um exemplar para ler e resenhar aqui !!

Muito feliz!! =) Obrigada Marcos pelo carinho!!











A capa é linda,com orelha, e no início de cada capítulo temos a mesma  ilustração da capa, achei mega legal!!


À Sombra da Lua é o romance de estréia de Marcos DeBrito e hoje iremos conhecer um pouquinho mais dessa pessoa super simpática e atenciosa !!!








                                                                                     
Marcos DeBrito                                                   
cineasta e escritor


Na busca para se tornar um diretor cinematográfico, Marcos mudou-se
para São Paulo, em 1998, e se formou no curso de cinema da
FAAP. Ao longo da carreira de curta-metragista, sua característica em
unir a narrativa clássica com estética experimental lhe rendera cerca
de 30 prêmios nacionais e internacionais.

Seu primeiro trabalho finalizado em 35mm, VÍDEO SOBRE TELA recebeu um Kikito em
Gramado de 2001 e seus filmes seguintes, UNINVERSO e OD OVERDOSE DIGITAL,
arrecadaram diversas premiações e exibições em festivais importantes pelo Brasil e afora. 

Devido sua particularidade visual, Marcos foi convidado a escrever e dirigir o curta FRANÇOIS em Montreal, à convite do governo Canadense.
 O trabalho foi sua primeira coprodução internacional.

Atualmente, seus trabalhos estão voltados para o terror/fantasia. Com seu primeiro romance sendo
publicado em setembro deste ano pela editora Rocco e um longa-metragem para estrear nas 
salas de cinema no próximo ano, Marcos parece ter encontrado sua vocação no gênero.

Lançamentos atuais

Seu romance de estreia, À SOMBRA DA LUA, está sendo publicado pela editora Rocco, e o lançamento foi no início de Outubro, na Livraria Cultura do Shopping Market Place.

Após uma carreira frutífera nos curtas-metragens, o diretor e roteirista está finalizando seu primeiro
longa-metragem, CONDADO MACABRO, vencedor do edital ProAC para finalização.

Projetos em andamento

Adaptação do romance À SOMBRA DA LUA para o cinema;
Captação de recursos para um projeto cinematográfico audacioso intitulado NELSON NINGUÉM
(www.nelsonninguem.com);

Terminar a revisão do segundo romance O ESCRAVO DE CAPELA.

Links para os curtas

OD OVERDOSE DIGITAL  http://youtu.be/sP0HQys2od4

UNINVERSO  http://youtu.be/OpHXIQIHpCI


FRANCOIS https://vime0.com/27597915

Vídeo sobre tela  http://youtu.be/wkoSf5JZtE

Sinopse do Livro

À Sombra da Lua

Vila Socorro, 1.920. O aparecimento de corpos nos arredores da floresta tira o sono dos moradores de um pequeno vilarejo no interior de São Paulo, Álvaro, sobrevivente de uma tragédia que massacrou sua família, está apaixonado por Alana, filha do médico local, que lhe retribuiu o sentimento. Enquanto representantes do povoado tentam acabar com o ciclo de mortes, o amor entre os jovens floresce -ao menos até a chegada da lua cheia. 


Na Orelha

O mito do lobisomem é universal. De núcleos tribais a grandes civilizações, todos já esbarraram no estranho caso do homem que vira fera.

O progresso e a tecnologia relegam esses saberes ao campo do folclore e do obscuro, mas 
lua não permite à alma humana esquecer o poder oculto que se esconde e se revela em ciclos.

 É na fronteira entre o civil e o selvagem, Deus e o desejo, o barro e o vil metal, o espírito e a carne, a fome e o sacrifício, que vaga o lobisomem. A criatura maldita está ilustrada nos contos infantis; nas grandes capitais ou nas vilas rupestres, suas híbridas pegadas prenunciam a sombra de algo que não deveria existir. Mas existe.

À Sombra da Lua aponta uma chama trêmula, porém esclarecedora, sobre a encarnação do homemlobo
em terra brasilis, considerando – e até elucidando – os aspectos e os desdobramentos mais
curiosos de sua estranha condição. Racionalidade e mistério se confrontam numa narrativa madura,e o resultado é uma luta de facas entre sina e paixão. A abordagem de Marcos  DeBrito confere ao texto um fôlego brutal. Perspectivas mudam à maneira das fases lunares e, ao fim, o que vemos raiar do nevoeiro é um monstruoso clássico do gênero.

A literatura brasileira de horror não possuía um relato tão tétrico e macabro sobre um personagem
tão comum - o que prova sua capacidade de disfarçar-se e esconder-se, a despeito do quanto 
esteja presente, ou até que a lua o revele. Aqui está, então, nas letras lunares de Marcos 
DeBrito, o causo da Vila Socorro, conforme me foi outrora contado...

Tiago Abreu
Pesquisador licantropista poeta e professor
30 de setembro de 2012 – Lua cheia

Bate Papo com Marcos DeBrito.

1. Marcos, pelo que conheci de seus trabalhos em andamento, eles seguem o gênero terror, o que te levou a seguir essa linha?

Eu estive me fazendo essa mesma pergunta recentemente e acho que encontrei a resposta em uma máxima básica da psicologia : a infância.
Desde cedo eu lia quadrinhos de terror e assistia filmes do gênero. E não posso negar que os fantasmas que me visitavam durante a noite tiveram sua influência também. Morei em algumas casas espiritualmente complicadas, para não dizer outra palavra, e as vozes que não me deixavam dormir me aterrorizavam. Creio ter carregado muito disso para a vida adulta e hoje transfiro meu medos para o papel.
Mas não escrevo apenas horror ou fantasia. Meus trabalhos no cinema são ficções experimentais que abordam dramas pessoais e violência urbana. Talvez por coincidência , e por ter um gosto maior pelo gênero, meu primeiro livro e meu primeiro longa sejam de terror, apesar de bem diferentes um do outro.

2. Como e quando surgiu À Sombra da Lua?

Eu queria contar uma história de relacionamentos, com causas e consequências extremas ocasionadas por amor e vingança. Foi através de uma representação animalesca, que justificasse ações abomináveis, que pude construir essa trama. Eu também estava descontente em ver essas criaturas perdendo sua individualidade, fadados a coadjuvantes em histórias de vampiros ou sempre em alcateia. Agrada-me a melancolia do amaldiçoado e eu quis dar esse tom ao personagem principal do livro.
Não consigo me lembrar quando a ideia para escrever o À Sombra da Lua surgiu. Elas costumam aparecer do nada e com certa frequência. Com o tempo aprendi a ter foco e descartar algumas em detrimento de outras. É a única maneira para eu conseguir terminar um texto.

3. À Sombra da Lua está sendo adaptado para o cinema, fale um pouco sobre isso para gente.

Na verdade ele foi escrito primeiro como roteiro cinematográfico, com o nome "Vila Socorro". Cinema é o meu ramo principal de trabalho e minha paixão desde muito cedo. Até então eu não pensava em me tornar escritor, mas ao começar o projeto de captação de recursos, vi que o orçamento era proibitivo para realizá-lo na época .
Como eu gostava muito da história , resolvi adaptá-la para romance e mandei às editoras. Para minha surpresa, a Rocco foi a primeira a gostar.
Os planos são para À Sombra da Lua ser meu quarto longa-metragem. Hoje estou finalizando o Condado Macabro,( www.condadomacabro.com.br )e, se tudo der certo, filmo no ano que vem um longa chamado Nelson Ninguém,  (www.nelsonninguem.com)   Antes, talvez, eu filme também a versão do próximo romance que irei entregar ou um novo roteiro que estou trabalhando, mas ainda é sigiloso.

4. Quanto levou para escrever seu romance de estreia?

Como tive preocupação em tornar verossímil o universo proposto, a pesquisa me tomou um certo tempo.O tema foi exaustivamente pesquisado em literaturas nacionais e internacionais,lendas regionais e mitologia, textos religiosos,além de conversas com pessoas que estudam as mais diversas origens e versões da lenda. Como roteiro cinematográfico creio ter levado quase dois anos , mas porque na época eu estava trabalhando com publicidade e mal conseguia escrevê-lo . Uma vez pronto levei cerca de um ano para adaptá-lo ao romance.

5. Você tem um outro romance em processo de revisão, O Escravo de Capela, poderia nos dar mais detalhes?

É um trabalho que estou gostando muito do resultado. Os meus primeiros leitores que acompanham o andamento da escrita,estão surpresos com a crueldade do texto. Como no À Sombra da Lua eu pego, outro personagem folclórico, desta vez eu pego  o Saci e recrio sua lenda de maneira mais visceral, reforçada com pesquisa histórica para repaginá-la em um estilo mais denso.
A trama se desenvolve no Brasil Colônia , final do século XVII, em uma fazenda de cana chamada Capela. Os personagens tem uma dualidade maior entre a bondade e a maldade, com segredos e desejos que não estão mascarados em forma de criatura. Aqui não haverá desculpas para suas ações.
Mas para quem já leu meu romance de estréia, pode esperar algo na mesma linha,com reviravoltas de trama, romance e suspense. O horror está presente, mas é um pano de fundo para discussões mais profundas.
Como roteiro ele também já está finalizado e, para a versão em livro, falta apenas o último capítulo para adaptar. Como estou envolvido em outros projetos no momento , creio que deva entregar à editora em Março de 2014. Logo após eu deva iniciar a sequência do À Sombra da Lua.


Agora para finalizar

Um livro de cabeceira

Macário, Álvares de Azevedo

Defina Marcos DeBrito

Oito ou Oitenta

Um sonho

Quando penso no tangível , troco a palavra "sonho" por "meta". Neste caso já está se concretizando: fazer filmes e contar histórias. Mas no campo do improvável onde a palavra "sonho" não pode ser substituída , é ser imortal.

Uma realização.

Eu poderia falar de família e sentimentos, mas o lado profissional tem uma importância demasiada no meu julgamento. Nesse contexto ,creio que a realização que mais tenha moldado meu rumo foi primeiro prêmio que recebi no Festival de Gramado em 2001, com meu primeiro curta-metragem .  Ter sido publicado pela editora Rocco(sonho que eu estipulara como meta), seria outro de igual importância.

Uma mensagem para os leitores do Entre Resenhas.

Quem tiver a oportunidade de ler o À Sombra da Lua , fique à vontade em me procurar nas redes sociais. Gosto de discutir minhas escolhas e o diálogo com o leitor é a melhor maneira de ter um respaldo sobre o que se escreve.
E para quem quiser ser escritor , permaneçam fieis ao seu texto, jamais escrevam sob a mordaça da censura. Apenas assim se cria algo que mereça ser admirado.


Marcos , obrigada pela participação!!!

E... pessoas amadas!!!! Resenha do À Sombra da Lua , aqui no blog em breve, aguardem!!!

Image and video hosting by TinyPic

14 comentários

  1. Parabéns pela parceria, Rê!

    O Marcos é super gente boa e um ótimo escritor.
    Sucesso!!!


    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rê.
    Finalmente estamos vendo o surgimento do estilo terror entre os escritores nacionais, que antes era um estilo bem limitado com um ou dois bons lançamentos por ano.
    Gostei da descrição do livro, parece ser uma leitura bem interessante.
    Bjs
    Nel
    www.maisumblogsobrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nel!!

      Também gostei disso, concordo com você, quase não vemos escritores nacionais escrevendo sobre o tema, e estou lendo lendo o livro, e confesso, até agora é muuuito bom!!! Aguarde resenha!

      Bj

      Excluir
  3. Parabéns Rê,
    Aguardando sua resenha, pra ver como é o livro hahaha.
    bjos
    ah deixei uma tag para voce la no blog
    http://valmedrado16.blogspot.com.br/2013/10/tag-nacionais-da-minha-estante.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Val!!!

      Pode aguardar, em breve ,estarei postando aqui a resenha!!

      Nossa, faz tanto tempo que não respondo a uma Tag, obrigada!! Vou lá buscar!!

      Beijo

      Excluir
  4. Parabéeens! Aguardando ansiosamente a resenha para ver se vou ou não gostar do livro.

    Parabéns pelo blog também.. espero que ele cresça mais e mais!

    http://maravilhosasdescobertas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mari Martelote!!
      Obrigada pela visita e comentário!
      Aguarde,resenha em breve.

      Bj


      Excluir
  5. Gente sendo adaptado para o cinema? Que tudo!
    ansiosa pela resenha para saber mais sobre o livro e sobre sua leitura <3
    mas admito, morro de medo de terror hahaa

    Beiijos, Paula
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paula!!
      Obrigada pela visita e comentário!
      Resenha em breve!!

      Bj

      Excluir
  6. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://manyelly.blogspot.com.br/
    Ah, preciso de outra ajuda. Estou criando meu canal no Youtube,
    poderia me seguir por lá também. Muito em breve terei vídeos lá:
    http://www.youtube.com/hieligracindo
    Agradeço muito pela ajuda!!!
    Sucesso para você!!!
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Manyélly!

      Te seguindo também!!
      Obrigada!!

      Bj

      Excluir
  7. Oi Rê... sei que dei uma sumida, mas ando com uns problemas menina nem te falo, mas enfim...
    Adorei esse post ainda mais porque amo suspense e terror e gostei demais da premissa da história desse livro e claro que eu coloquei o livro na minha lista interminável no skoob rsrsrsrsrs. Quero comprar no ano que vem, pois eu adorei a entrevista com o autor e achei super bacana tudo o que ele disse. Xero minha linda.

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diana !!
      Eu entendo, tem períodos da vida de gente, que não é fácil...Eu também estou sumida!!

      Obrigada!!

      Bj

      Excluir

Olá, agradeço pelo comentário!
Volte sempre!!
Beijocas!!